A cantora, compositora e multiinstrumentista Aline Barr – que tem se destacado cada vez mais no cenário musical brasileiro – fará um show no próximo dia 5 de julho, terça-feira, às 20h, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA). Por lá, a artista interpretará sucessos como Indigo Blue e Menina do Sonho (Gilberto Gil) e Bateu no Paladar (Moraes Moreira). A inspiração para o show veio de um disco gravado por Aline Barr com músicas dos artistas. “Em 2020, fui convidada pelo DJ Zé Pedro, diretor da gravadora Joia Moderna, para gravar o disco em homenagem a Gilberto Gil e Moraes Moreira, ele tinha me assistido em uma live e fez o convite para uma parceria”, revela Aline. Na ocasião, Zé Pedro comentou que “o ar que ela emite entre as palavras, o canto sussurrado e essencial que vem de João Gilberto e se torna feminino me chamou atenção no registro vocal de Aline”.

Aline Barr foi uma das sete finalistas do 17º Festival de Música da Educadora FM (2019) com a música “Descabelada”. Em 2020, o clipe da música, dirigido por Daniel Talento, foi selecionado para concorrer ao Los Angeles International Music Video Festival (LAMV), nos EUA. A artista tem uma produção intensa como compositora, ela também assina a música “Foto 3×4”, gravada em 2019 pela cantora Margareth Menezes, integrando o repertório do álbum “Autêntica”, indicado ao Latin Grammy 2020 como o melhor álbum de música de raízes em língua portuguesa. Aline Barr já trabalhou com renomados artistas da cena musical, tais como Carlinhos Brown e Sergio Mendes. Em 2018, foi convidada para participar do projeto DIJA, um musical em homenagem a Djavan, com direção musical e artística de Jonga Cunha.

No ano de 2019, Aline atuou como cantora, musicista e compositora no espetáculo teatral “Ensaios sobre o fim – A peça”, com direção de Cristina Leifer. Além de fazer a trilha sonora, participou cantando e tocando numa guitarra elétrica a Sarabande da Suite Nº 5 para Violoncelo Solo de Bach. Também tocou com êxito o sagrado instrumento africano Ngoni cantando no dialeto de Burkina Faso, o Dyula, resultado da sua participação no Festival Internacional de Patrimônios Imateriais, em Burkina Faso, África (fevereiro de 2019).

Com alta produtividade, a artista aproveitou o seu tempo de quarentena em 2020 para compor e pensar ações que dialogassem com o seu público. Assim nasceu o projeto “Shows Temáticos Online”, dirigido pela atriz Cristina Leifer. Os shows apresentados foram: “Eu vejo você, poeta!” uma homenagem aos compositores e poetas baianos; “Eu me safo” com canções totalmente autorais, Aline falou do amor homoafetivo entre mulheres; e “As voltas que a mente dá” com canções autorais feitas durante a pandemia e composições de Gilberto Gil, Torquato Neto, entre outros.